Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo Bandeira // 5 de novembro de 2018

 
 
A venda de veículos novos, considerando os segmentos auto e comercial leve, cresceu 13,29% no Ceará em outubro deste ano na comparação com setembro, de acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).
No décimo mês deste ano, foram 4.630 emplacamentos contra 4.087 no mês anterior. O resultado mostra que, apesar das incertezas que ainda persistem em relação à economia do País, o consumidor está mais confiante para adquirir bens duráveis.
 
Dos 4.630 veículos vendidos no período, 4.018 foram do segmento auto, enquanto os comerciais leves contabilizaram 612 unidades. Na comparação entre outubro deste ano e igual período de 2017, o crescimento é de 13,51%.
No acumulado do ano, a venda de veículos novos - auto e comercial leve - contabiliza 42.253 unidades, alta de 8,86% com igual período de 2017. A venda de motocicletas também apresentou crescimento em outubro na comparação com setembro. Foram 5.155 emplacamentos no período contra 4.636 em setembro, alta de 11,19%. Em relação a igual período de 2017, quando foram comercializadas 4.580 motocicletas, o crescimento é de 12,55%.
Acumulado
Com isso, os emplacamentos do segmento somam 47.379 no ano, avanço de 7,21% na comparação com igual período de 2017 (44.194). A venda de motocicletas durante todo o ano de 2018 correspondeu a 50,74% do total de veículos comercializados, considerando os segmentos auto, comercial leve, caminhões, ônibus, implemento rodoviário e outros. Já os automóveis e comerciais leves respondem por 45,25% do total de emplacamentos neste ano.
 
O cenário favorável para a venda de veículos novos também favorece o mercado de seminovos e usados. De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Revendedores de Veículos Automotores do Estado do Ceará (Sindvel-CE), Everton Fernandes, as vendas estacionaram no mês passado em decorrência do período eleitoral, mas a expectativa é positiva para os dois últimos meses de 2018: crescimento de 3,5% a 4%.
 
"Teve gente que não comprou em outubro porque de certa forma estava envolvido com o período eleitoral, na expectativa com o resultado. Com o quadro mais definido, a demanda que não aconteceu em outubro deve ir para novembro e dezembro".
Para 2019, o vice-presidente do Sindvel acredita que o cenário deve ser ainda mais favorável. "Já vínhamos em um cenário de taxas de juros mais baixas, então estamos muito otimista para o ano que vem". Ele espera um crescimento em torno de 5%.
"O que nos deixa otimistas para o próximo ano é que mesmo com a oferta de veículos menor em relação a alguns anos atrás, o mercado vai ter uma demanda forte por seminovos e o mercado de novos deve fechar o ano com crescimento significativo".
Diário do Nordeste
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire