Você está em: NACIONAL // Notícia de Fagner Freire // 28 de novembro de 2018


O ketchup de acerola desenvolvido na Universidade Federal do Ceará (UFC) teve licenciamento de patente à iniciativa privada assinado na noite desta terça-feira, 27. A Frutã, indústria de Jaguaribe, município distante 293,6 km de Fortaleza, foi a vencedora do processo de concorrência para a fabricação e comercialização do Natchup. A previsão da empresa é disponibilizar o produto nas prateleiras do varejo a partir de janeiro.

De textura similar e com acidez maior que o ketchup comum, o Natchup, tem ainda beterraba e abóbora na composição, mas a receita é sigilosa, assim como é sigiloso o valor dos royalties pagos à UFC durante os anos de licenciamento. 
 
Se aprovado nos protocolos internacionais, o ketchup de acerola deve seguir em breve para dez países, a começar pela Coreia do Sul - a empresa já exporta polpas de frutas para Alemanha, Bélgica, Portugal, Espanha, França e EUA. "Em abril, será lançado em São Paulo. Nesse primeiro momento, atenderemos Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte e Pernambuco. A negociação para exportação já é avançada", enumera Ana Patrícia Diógenes, diretora comercial da Frutã.
 
A comparação com o ketchup tradicional se aplica à exportação. André Siqueira, presidente do Sindicato das Indústrias de Alimentação no Estado (Sindialimentos), acredita que onde há consumo de ketchup, o novo produto pode chegar.

Para ele, as inovações que resultam de pesquisas locais podem ser revertidas ao crescimento econômico do Estado. "Favorecemos a aproximação entre universidade e indústria. É o primeiro licenciamento de patente da UFC e a gente espera que essa parceria seja a primeira de muitas", dialoga André.

A cerimônia de pré-lançamento do produto ocorreu na Reitoria da UFC, na Capital. "A inovação tecnológica é uma linha de gestão na qual trabalhamos há algum tempo, em parceria estreita com os produtores. Nosso Parque Tecnológico está prestes a ser implantado. É um momento de muita importância para a Universidade ter sua primeira patente licenciada. O futuro é bem promissor", comemora o reitor da UFC, Henry Campos. Em 2017, a UFC foi a que mais depositou patentes no País.
 
 
(O Povo)
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire