Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo // 16 de março de 2019

 
 
Nos primeiros 10 jogos da temporada, entre Campeonato Cearense, Taça dos Campeões Cearenses, Copa do Nordeste e Copa do Brasil, o Ceará marcou 20 gols, média de dois por partida, quando revezou jogadores para evitar o desgaste.
Mas após o técnico Lisca encerrar o rodízio e escalar a formação titular em cinco jogos seguidos - Foz do Iguaçu (0x0), Sergipe (1x0), Atlético Cearense (1x1), Fortaleza (0x0) e Corinthians (1x3) - que a produção ofensiva alvinegra reduziu drasticamente, com três gols em cinco jogos, média baixa de 0,6 por jogo, ou seja, três vezes menor.
Neste universo de jogos, uma vulnerabilidade ofensiva foi notória e admitida por Lisca: a imprecisão nas finalizações. Em todos os jogos, o time alvinegro desperdiçou inúmeras chances de gol.
O treinador alvinegro, após a derrota por 3 a 1 contra o Corinthians, admitiu que não era possível aprimorar as finalizações e mecânica da equipe na maratona de jogos, mas que contra Fortaleza e Ferroviário, mudanças acontecerão. Contra o Tricolor de Aço, no domingo, de quatro a cinco titulares serão preservados, enquanto no Clássico da Paz, no dia 20, toda equipe considerada titular será preservada, priorizando os treinamentos específicos para melhorar a ofensividade.
"Vamos trabalhar. Mas infelizmente não estamos tendo tempo para trabalhar estas situações com o pessoal que está jogando. Vamos tirar quatro ou cinco do Clássico-Rei, e todo mundo na quarta-feira (contra o Ferroviário) já que estamos classificados, e trabalhar mais estes jogadores que estão jogando mais, estes detalhes de finalização, sincronia de cruzamento. Temos que aproveitar melhor o número de oportunidades que a gente tem, desse padrão coletivo de circulação", explicou.
Em seguida, o treinador eximiu o centroavante Roger pela falta de gols, creditando a toda equipe.
"Precisamos ser mais efetivos no ataque, isto está claro para nós, para vocês (da imprensa), para o torcedor, jogadores, vamos em busca disso. Toda equipe está pecando neste quesito, não só o ataque, não só o Roger. Não podemos querer gol só do 9", disse o técnico do Ceará.
O lateral-direito Samuel Xavier espera que a equipe melhore em aproveitamento nas finalizações para facilitar o caminho das vitórias.
"Isso é coisa do futebol. No Clássico tivemos duas bolas na trave, outras chances de gol, contra o Corinthians também, mas vamos continuar trabalhando. A gente confia no trabalho, no elenco, no time que a gente tem e creio que as coisas vão acontecer e a bola vai entrar. Esperamos que os gols saiam no domingo e que a gente vença o Clássico. Estamos muito motivados para este jogo muito importante", disse o lateral-direito Samuel Xavier.
 
O POVO
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire