Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 26 de abril de 2019


Está preso preventivamente um homem de 46 anos acusado de estuprar, torturar e manter uma criança como escrava sexual, em Ceilândia. O suspeito foi encontrado na casa dele, na QNL, por agentes da 19ª Delegacia de Polícia (Setor P Norte), na manhã desta quarta-feira (24/4). O acusado é investigado desde 2018, quando a mãe de uma das vítimas, à época com 11 anos, fez um boletim de ocorrência contra ele.
De acordo com a investigação, a primeira vítima de José Evandro de Oliveira, conhecido como "Véi" ou "Zé", foi uma criança que tinha 11 anos. O suspeito era conhecido da família do menino e, como a mãe dele estava em situação vulnerabilidade, a convenceu de deixá-lo "criar" o garoto, como explica o delegado-chefe Jônatas Silva. 
"A mãe sequer chegou a imaginar que poderia acontecer algo tão sádico com o filho. O garoto foi abusado sexualmente logo que começou a morar com José e, atualmente, está com 14 anos. Durante este período, o menino, que era mantido como escravo sexual, era pago para conseguir novas vítimas, que geralmente eram capturadas nas ruas", detalha.
Os abusos sexuais aconteciam na madeireira onde José trabalhava, na região administrativa. O garoto levava outras crianças para o local, onde eram recebidas pelo acusado com agressões físicas. As duas vítimas identificadas tinham 9 e 11 anos. "Além dos estupros, as crianças eram torturadas. Trata-se de um criminoso sádico, que, em uma das ocasiões, chegou a colocar uma barra de concreto nas costas do menino enquanto abusava sexualmente dele", acrescenta o delegado.
Em outro caso, José Evandro descobriu que um dos garotos ia informar aos pais sobre o crime. Segundo Jônatas Silva, o acusado "pegou um pedaço de madeira e espancou a vítima". Apesar das ameaças, os delitos foram descobertos pelas mães de dois meninos, que buscaram a 19ª DP. Os agentes tentaram prender o suspeito em flagrante, mas ele descobriu a ação e conseguiu fugir.
"Desde então, o monitoramos. Coletamos os depoimentos especiais das três crianças e, com o material, representamos pela prisão à Justiça e o cumprimos hoje (o mandado). Trata-se de um homem extremamente perigoso, que não pode estar livre para viver em sociedade. Quando o encontramos, ele estava com o garoto feito de escravo sexual, o que demonstra que ele não se arrepende das ações", afirma o delegado-chefe Jônatas.
As vítimas foram encaminhadas para acompanhamento no Conselho Tutelar de Ceilândia, onde também receberão apoio psicológico para tratar os traumas sofridos. Os meninos passaram por exames de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML) e peritos indicaram que eles não pegaram doenças sexualmente transmissíveis.
Agentes também cumprem um segundo mandado de prisão contra José, expedido pela Justiça de São Paulo, pelo crime de atentado violento ao pudor (lei vigente da época. Atualmente, todos estes casos são tratados como estupro, tento ou não conjunção carnal), cometido contra uma menina.
Prisões em todo o DF
A prisão faz parte da Operação PC27, coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC) e deflagrada, nesta quarta-feira (24/4), nas 27 unidades da Federação. O objetivo das ações é combater a criminalidade. São cumpridos, durante todo o dia, mandados de prisão, busca e apreensão nas diversas regiões administrativas.
Correio Braziliense
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire