Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 14 de junho de 2019

 
Líderes de partidos de esquerda e de movimentos sociais e sindicalistas têm a expectativa de uma greve geral sem precedentes para esta sexta (14). É o que informa a Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta quinta-feira.
Esses grupos estimam que a adesão vai superar a de 28 de abril de 2017, contra as reformas do governo Temer. A ideia é forçar a abertura de uma negociação com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.
O otimismo tem um ingrediente: a polêmica em torno do ministro Sergio Moro e as conversas que ele manteve com o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol. O caso deve ser explorada nas manifestações.
Já os movimentos Vem Pra Rua e MBL deverão estar juntos em atos a favor de Moro e da reforma da Previdência, dia 30 próximo, em todo o país. A crise da Lava Jato estimulou o reagrupamento.
 
 
UOL
Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire