Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo // 20 de julho de 2019

 
 
A Justiça do Ceará manteve a prisão do médico e prefeito afastado de Uruburetama José Hilson Paiva, 70 anos, suspeito de abuso sexual contra pacientes e filmar os crimes. Ele passou por uma audiência de custódia, neste sábado (20), na Comarca de Itarema, município no interior do Ceará.
Ao sair da audiência de custódia, José Hilson Paiva declarou que os abusos sexuais registrados em vídeos feitos por ele mesmo durante consultas médicas eram relações em sua “maior parte consentidas”. O médico também pediu desculpas “ao país e ao mundo” e diz que “não sabe explicar” por que gravava os vídeos e cometia os atos.
A audiência de custódia não entrou no mérito dos crimes sexuais, mas a defesa de José Hilson pediu a prisão domiciliar alegando que ele tem problemas cardíacos e doença na próstata. A Justiça, porém, não aceitou a solicitação por ainda não haver anexado ao processo nenhum documento que comprove o estado de saúde do médico. A defesa do prefeito afastado afirmou também que entrará com pedido de habeas corpus na próxima semana pedindo a soltura dele.
 
O POVO
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire