Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo // 27 de janeiro de 2020

 
 
Um estudo do Observatório de Segurança do Ceará divulgado nesta segunda-feira (27) apontou que 8% dos municípios do Estado não registrou homicídios ao longo de 2019. Ou seja, em 15 das 184 cidades cearenses não houve nenhuma morte no ano passado. A maioria dos homicídios vitimou pessoas do sexo masculino e aconteceu com uso de armas de fogo.
De acordo com o balanço, as 15 cidades sem ocorrências de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLIs). Destes municípios do interior, a maioria tem de 11 mil a 13 mil habitantes.
Os municípios cearenses sem homicídios foram:
Abaiara
Alcântaras
Ararendá
Araripe
Catunda
Cedro
Chaval
Ibaretama
Ipaumirim
Iracema
Itaiçaba
Moraújo
Morrinhos
Palhano
Pires Ferreira
Fortaleza e Região Metropolitana também apresentaram resultados positivos quando comparados os números de crimes letais ocorridos em 2018 e 2019. Só na Capital, 2019 terminou com redução de quase 50% nas mortes violentas.
Em contrapartida, em 21 municípios do Estado houve crescimento no número de assassinatos: Alto Santo, Aracoiaba, Porteiras, Milhã, Uruburetama, Antonina do Norte, Carnaubal, Senador Sá, Tarrafas, Amontada, Nova Jaguaribara, Assaré, Potengi, Santana do Cariri, Independência, Choró, Itatira, Banabuiú, Guaiúba, Chorozinho e Trairi.
'Pontos de atenção'
Destes 21 municípios, 14 apresentaram um aumento de, pelo menos, 50%. No caso de Alto Santo, em 2018 foram duas mortes, e 11 em 2019. As localidades foram denominadas pelo Observatório de Segurança como 'pontos de atenção' porque, segundo eles, é preciso que as autoridades estejam atentas a esta dinâmica da criminalidade.
Conforme o Observatório, os dados da pesquisa foram coletados por meio de análise dos dados das bases da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), obtidos através da Lei de Acesso à Informação.
O pesquisador do Laboratório de Estudos da Violência (LEV) e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC), sociólogo César Barreira, aponta que "o momento que nós estamos vivendo, de diminuição de homicídios, é muito importante, para que a gente possa ter uma política cada vez melhor".
"É ver o que está dando certo, o que está dando errado, quais são os municípios que concentram ainda essa violência, se realmente pode ser explicado pela migração (do crime). Nós não podemos ter policiamento elevado em todos os municípios do Ceará. Nós podemos ter conglomerados de atuação da Polícia, nesses municípios, para diminuir (os homicídios)", completa.
SSPDS alega redução
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que, no ano passado, 135 municípios apresentaram reduções nos CVLI, em comparação ao ano de 2018. Destes, conforme o órgão, 16 registraram reduções de 100%, 89 tiveram diminuição de 50% ou mais.
"Sobre os 14 municípios que apresentaram um aumento maior do que 50% nas mortes ocasionadas por crimes violentos, a SSPDS salienta que a soma de todas essas cidades correspondem a apenas 3,6% sobre o número absoluto de CVLI contabilizado em 2019, quando o Ceará registrou uma redução de 50% nos CVLIs, indo de 4.518 casos para 2.257", afirmou a Secretaria. 
 
O POVO
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire