Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 1 de junho de 2020


Vinte e três barreiras sanitárias da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) serão implementadas no Ceará, nas sete cidades que adotaram isolamento social rígido a partir desta segunda-feira (1º). 

O novo decreto estadual para combate ao novo coronavírus, publicado no sábado (30), prevê restrições de circulação e fechamento de estabelecimentos nas cidades de Caucaia, Maracanaú, Camocim, Itarema, Acaraú, Sobral e Itapipoca.

“A gente continua com várias barreiras, só que a agora passamos de sete, que ficavam apenas no entorno de Fortaleza, para 23 delas no estado, mais precisamente nas sete cidades onde foi decretado o isolamento social rígido. Então é um volume bem maior de controle, além das barreiras volantes que são realizadas dentro dessas cidades", explicou o secretário André Costa, titular da SSPDS. 

Ele também ressaltou que o caráter das barreiras continua o mesmo, com abordagens de veículos e pessoas, entre outras ações. "Vamos atuar da forma como estávamos atuando em Fortaleza: fiscalização rígida do comércio e serviços, verificação das máscaras e a proibição de circulação de pessoas, salvas as exceções previstas no próprio decreto”. 

Segundo André Costa, mais de 300 mil veículos e pessoas já passaram por abordagens durante a quarentena no estado, e mais de 90 pessoas foram presas por descumprimento do "lockdown" em Fortaleza, que terminou no dia 31 de maio. "Foram pessoas que descumpriram o decreto ao não usar máscara nos locais públicos, por estarem abrindo comércio indevidamente ou por participarem de aglomeração”, confirma o secretário. 

Nas barreiras mantidas pela SSPDS, policiais irão verificar se todos os ocupantes dos veículos em circulação estão usando máscaras e o motivo pelo qual o deslocamento está sendo realizado. O prosseguimento da viagem só será liberado caso seja apresentada comprovação documental para justificar a saída. 

Além disso, segundo Costa, o tempo de atuação destas barreiras será intensificado até o fim do novo decreto. “Pelo menos por esse período vamos colocar em prática essas barreiras em funcionamento 24h por dia para reforçar essa fiscalização. Vale lembrar que Fortaleza, por exemplo, também possui sistema de videomonitoramento, que também são utilizadas para esse fim e já estão localizadas em locais nos quais é comum a presença de aglomeração”. 


 (G1/CE)
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire