Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 23 de junho de 2020


Duas recém-nascidas precisaram ser transportadas de helicóptero para receberem atendimento médico no interior do Ceará. As bebês nasceram no município de Cedro, na Região Centro-Sul prematuramente com gestação de 34 semanas. O transporte foi realizado na sexta-feira (19), mas divulgado apenas nesta segunda (22). 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSPDS), elas foram transportadas por uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) para a cidade de Quixeramobim, no Sertão Central,  porque necessitavam de atendimento especial em hospital com UTI Neonatal. Ainda segundo o órgão, as crianças apresentavam baixo peso e dificuldade respiratória. O translado foi feito em 44 minutos e, logo que chegaram, as crianças foram encaminhadas para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal. 

A saúde das crianças exigia cuidados mais específicos devido à complexidade do caso. “É gratificante! Sempre bom quando a missão é executada com sucesso. Isso nos traz um orgulho imensurável de fazer parte da Ciopaer”, afirmou o médico Leonardo Augusto. 

“Sempre que somos acionados para uma remoção nos perguntamos quem será o nosso paciente. E quando o transportado é uma criança, há um sentimento a mais que toma conta de toda equipe dada a responsabilidade de termos em nossas mãos o bem maior de uma família”, destacou o médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Leonardo Augusto Torres. 

O enfermeiro do Samu, Lúcio Macêdo, que está há três anos na Ciopaer também participou do transporte das gêmeas. Lúcio Macêdo passou por um momento difícil em sua vida com a perda de sua filha de apenas três meses de nascida. Ele falou sobre o trabalho de remoção feito na última sexta-feira.

“Foi a minha primeira missão com recém-nascidos após o ocorrido com minha filha e não tinha como não ser especial. Olhar aquelas crianças, a fragilidade delas, e poder ajudar em seu atendimento, para que elas tivessem o melhor tratamento e assim retornar para seus familiares é algo que não tem preço. Foi emocionante e especial, com certeza”.

Atendimentos

Segundo dados da Coordenadoria, somente nos primeiros cinco meses de 2020, foram realizados 61 transportes nesse sentido, compreendendo todas as regiões do Estado.O mês com o maior número de remoções foi maio, 17 registros. Na sequência vêm fevereiro, com 13 transportes aeromédicos; janeiro e abril, ambos com 11 traslados e fechando a relação vem o mês de março, que teve nove ocorrências atendidas. 


(Diário do Nordeste)
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire