Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 5 de outubro de 2020


Um ano totalmente atípico para os devotos de São Francisco das Chagas. Comparado a anos anteriores, a movimentação de fieis foi baixa no domingo (4) que marcou o Dia oficial do santo. O comércio religioso em Canindé ficou praticamente parado. Na estátua, monumento de 31 metros de altura, que atrai devotos do mundo inteiro, poucas pessoas tiraram fotos e agradeceram as graças alcançadas.

Em 2020, a Festa de São Francisco das Chagas de Canindé acontecerá a partir da próxima terça-feira (6) e segue até 16 de outubro. Toda a programação será virtual devido a restrições da pandemia do coronavírus quanto à formação de aglomerações. Segundo o pároco e reitor do Santuário, Frei Jonaldo Adelino de Souza, Canindé recebeu nem um terço do público que costuma visitar a cidade.  

Tradicionalmente, durante os 11 dias de celebração, Canindé recebe de 700 mil a 1 milhão de visitantes. "O nosso povo, o nordestino principalmente, ele é muito religioso. Nesse tempo de pandemia, a fé aumenta. Nesse momento, a fé não baixa, ela aumenta. O povo vem. Queiramos ou não, eles aparecem e vem”, explica o pároco. 

A novena e as cerimônias da via sacra, assim como as missas e os festejos, serão transmitidas pelos canais online da Paróquia do Santuário de Canindé. O atendimento às romarias também está suspenso. 

Devoção

No domingo, mesmo com horários restritos para visitação e missas com limite de público, a forte devoção no santo protetor dos pobres e dos animais trouxe fiéis ao santuário. É o caso da aposentada Francisca Ávila Duarte. Ela veio de Taperuaba, distrito de Sobral. Segundo a religiosa, a nora foi curada de um câncer. “Pedi muito a São Francisco das Chagas e vim agradecer de público esse grande milagre. Fiz um esforço grande ", divide a entrevistada. 

A benção alcançada também trouxe a dona de casa Francisca Aurilene. Ela veio de Caucaia com irmãos, netos e o pai, de 83 anos, que venceu a covid-19.  A fé fortaleceu e uniu cada vez mais a família. “Ele fez a promessa de que se ficasse bom da covid, viríamos a Canindé agradecer. Representa muito nas nossas vidas e na nossa casa e todos anos nós comparecemos aqui”, relata. 

Uma família do maranhão fez questão de vir agradecer por não ter sido contaminada pelo coronavírus. A aposentada Maria Francisca Rodrigues da Silva reflete que agradecer o tempo é de não perder a fé. “Para nós representa tudo. Quando estamos na maior agonia, nos apegamos. Agradeço demais, tenho 73 anos e essa doença tá passando por mim. Venho agradecer, pois ninguém da família, até gora, sentiu nada.   

 

(Diário do Nordeste)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire