Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 2 de fevereiro de 2021

 


A Vara de Delitos de Organizações Criminosas, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), negou o pedido da defesa do ex-fuzileiro naval Bruno Rafael Nascimento Leandro para que fosse revogada sua prisão preventiva. Ele está preso desde 15 de novembro de 2020, suspeito de comprar votos para um candidato a vereador da cidade de Aracoiaba, a 87 Km de Fortaleza.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) aponta Bruno Rafael como chefe de uma organização criminosa de origem carioca. Ele tem antecedentes criminais por homicídio, roubo, associação criminosa, porte e posse ilegal de arma de fogo. Após a prisão dele, o titular da SSPDS, Sandro Caron, afirmou que o suspeito era procurado há muitos anos pela polícia.

A defesa de Bruno Rafael alegou que a prisão deveria ser revogada porque não há razões para ela, já que "sua liberdade não coloca em risco a ordem pública ou econômica, a instrução criminal ou a aplicação da lei penal". O Ministério Público do Ceará pediu que a Justiça não aceitasse o pedido.

A decisão da Justiça afirma que, por ele integrar facção criminosa, "a gravidade em concreto do crime imputado indica que a liberdade do acusado coloca em risco a ordem pública, pelo que necessita ser retirado do convívio social". 

 

(G1/CE)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire