Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 17 de fevereiro de 2021

Parlamentares afirmaram que não há justificativa para ato que resultou na detenção do parlamentar.

 
Após a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), diversos políticos se manifestaram a respeito da decisão. O deputado Filipe Barros (PSL-PR), por exemplo, chamou a prisão de “abuso de autoridade”.


– Não há flagrante. Não há crime inafiançável. Ele é parlamentar e, portanto, tem imunidade pelas suas palavras. Mais um abuso de autoridade cometido pelo Alexandre de Moraes. Faremos de tudo para impedir que mais essa ilegalidade e arbitrariedade permaneça – escreveu ele em sua conta no Twitter.


Outra a denunciar a falta de um flagrante para a prisão de Silveira foi a deputada Carla Zambelli (PSL-SP). Nas redes, a parlamentar elogiou o posicionamento do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que declarou que conduzirá o fato com “serenidade e consciência”.


– Se houve um mandado, não houve flagrante. Se há flagrante, não há necessidade de mandado. Que bom termos um Presidente da Câmara sereno e firme. Plenário é soberano. Fique firme, Daniel Silveira, estamos com você – afirmou.


O deputado estadual Gil Diniz (PSL-SP) também se manifestou a respeito da prisão. Em uma publicação nas redes, o parlamentar declarou apoio a Silveira e chamou o ato de Moraes de “decisão asquerosa”. Diniz também acusou o ministro de “causar instabilidade no país”.


– Todo meu apoio ao Deputado Federal Daniel Silveira! Decisão asquerosa de Alexandre de Moraes! O que esse Ministro está tentando causar instabilidade no país. O Senado Federal precisa se posicionar contra esse ataque ao parlamentar e a todo congresso! – protestou.


O deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ), por sua vez, chamou o ministro Alexandre de Moraes de “vagabundo” após ele determinar a prisão do também deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).


– Acabei de falar com o deputado Daniel Silveira e fiquei sabendo que sua prisão foi ordenada pelo vagabundo do Alexandre de Moraes por ele ter feito uma live criticando o ministro Fachin. Não iremos recuar! Espero que o presidente (da Câmara) Arthur Lira aja com postura contra esses ditadores – postou Jordy em suas redes sociais.
 
UOL

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire