Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 20 de maio de 2021

 


Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem ter acesso ao extrato de pagamento da primeira parcela do 13º salário pelo site e aplicativo Meu INSS

Os valores estão disponíveis para consulta aos beneficiários após o fechamento da folha de pagamentos pela Dataprev, confirmando o depósito do 13º antecipado nas datas previstas. 

As duas parcelas do 13º salário do INSS serão antecipadas para os meses de maio e junho. O pagamento deve ocorrer nas mesmas datas dos depósitos de aposentadorias, pensões por morte e demais benefícios do órgão, conforme decreto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

Como ver o valor do 13º salário do INSS

  • Acesse o aplicativo ou site Meu INSS;
  • Selecione a opção "Extrato de Pagamento";
  • Com o calendário na tela, selecione o mês-base, que deve ser janeiro de 2021;
  • Em seguida, clique na seta ao lado do número do benefício; 
  • Ao clicar, aparecerá discriminados os detalhes dos vencimentos.

Pagamentos iniciam neste mês 

O calendário mensal de depósitos dos benefícios do INSS, para segurados com renda de até um salário mínimo, começa no mês da competência que está sendo paga. Em maio, esses pagamentos terão início no dia 25

Já os beneficiários com renda acima do piso recebem a partir do primeiro dia útil do mês seguinte ao da competência que está sendo paga. Dessa forma, começarão a receber a primeira parcela da gratificação em 1º de junho

A ordem em que os beneficiários são distribuídos no calendário é definida pelo número final de benefício, sem considerar o dígito que fica após o traço. 

Calendários de pagamentos de maio e junho do INSS

Impacto de R$ 50 bilhões 

impacto da antecipação do 13º é de R$ 50 bilhões, conforme explicou o Ministro da Economia, Paulo Guedes. "Vamos proteger os mais vulneráveis, e os idosos, nessa segunda grande guerra contra o coronavírus”, afirmou, acrescentando que a medida não gera impacto fiscal extra, pois se trata apenas de um adiantamento de despesas já previstas.

Este recurso já foi utilizado em 2020, quando o 13º dos aposentados e pensionistas foi pago nos meses de março e maio

Atraso na antecipação do benefício

A antecipação do 13º a aposentados e pensionistas chegou a ser prometida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pelo ministro Paulo Guedes (Economia) ainda em março, mas, por causa do atraso na sanção do Orçamento, a medida foi adiada.

A aprovação do Orçamento era necessária porque os gastos obrigatórios estavam sendo feitos de forma provisória na proporção de 1/12 por mês em relação ao estimado na proposta orçamentária, como autoriza a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Pagar o 13º mais cedo que o habitual elevaria essa proporção.

Dessa forma, o dinheiro para esses pagamentos já estava previsto nas contas do ano, mas, com receio de descumprir regras fiscais, técnicos do time de Guedes defenderam que a liberação aguardasse a sanção do Orçamento.

Benefício será bloqueado caso não tenha comprovação de vida

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai retomar, em junho, os bloqueios de pagamentos de aposentados e pensionistas convocados e que não fizeram a comprovação de vida desde março do ano passado, quando o processo foi suspenso por conta das medidas de contenção da Covid-19

Para evitar aglomerações, haverá um escalonamento dos prazos de vencimento para que os segurados façam o recadastramento nas agências bancárias.

O reinício dos bloqueios de pagamentos por falta de prova de vida estava previsto para maio, mas a medida foi adiada e

Prova de vida no banco

Aposentados e pensionistas que tiverem a biometria cadastrada poderão usar qualquer caixa eletrônico para recadastrar a senha, tendo em vista que muitos bancos aceitam qualquer transação realizada como prova de vida.  

Segundo o INSS, foram realizadas 307.875 provas de vida em 2021 por biometria 

Já no caso dos beneficiários sem biometria é possível ir à agência bancária, com CPF e documento com foto, em horário alternativo. 

Correntistas do Banco do Brasil podem ainda fazer a prova de vida por aplicativo de celular, sem sair de casa. 

comprovação de vida pode ser feita por biometria facial, nos aplicativos "Meu INSS" e "Meu gov.br" e também nos bancos em que o aposentado ou pensionista recebe o benefício.

Por conta da pandemia, as agências físicas estão funcionando das 9h às 10h, exclusivamente para o atendimento de aposentados e beneficiários do INSS.  

Calendário de prova de vida

A partir de 1º de junho, todos os demais segurados convocados terão que ir aos bancos para realizar a comprovação de vida.

Para isto, o beneficiário não precisa se apressar, tendo em vista que deverá obedecer à escala pelo mês de aniversário. Veja abaixo como proceder: 

Como proceder em caso de bloqueio do benefício 

Se o beneficiário perder o prazo e o benefício for bloqueado, será necessário pedir a reativação de forma remota, através do site ou do aplicativo Meu INSS. 

No endereço eletrônico será solicitado documentos pessoais, como CPF e RG, além do comprovante de residência.

Após preencher o requerimento online, o beneficiário deverá comparecer ao banco para concluir a realização da prova de vida. 

Prova de vida digital 

O procedimento de prova de vida digital utiliza a tecnologia de reconhecimento facial para identificar o beneficiário. Veja abaixo o passo a passo: 

  • Faça o download do aplicativo Meu INSS e, em seguida, o login; 
  • Uma mensagem avisando que chegou a hora de realizar a prova de vida deve aparecer, com um botão nomeado “Instale o Meu gov.br”; 
  • Clique em “Autorizações”, selecione a pendência e clique em “Autorizar”; 
  • Para tirar a foto, o aplicativo pedirá para utilizar a câmera do celular para tirar fotos e fazer vídeos. Escolha “Permitir”; 
  • O sistema também solicitará uma informação do documento que está no cadastro do governo, como a data de emissão da CNH digital. Informe; 
  • Em seguida, posicione o rosto no centro do círculo na tela do celular. O sistema solicitará que o usuário faça alguns movimentos; 
  • Uma barra azul indicará quantos segundos faltam para a conclusão dos movimentos e, em seguida, a prova de vida será concluída. 

Regras da prova de vida digital 

A prova de vida digital não é destinada a todos os públicos. Dessa forma, só é possível realizar o procedimento quem tem biometria cadastrada no sistema do governo, como por exemplo, quem tem a CNH digital. 

Ainda assim, mais de 5 milhões de beneficiários do INSS estão aptos a realizar a prova de vida por meio do reconhecimento facial através do aplicativo Meu INSS. 


(Diário do Nordeste)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire