Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 20 de maio de 2021

 


A Secretaria da Saúde (Sesa) aprovou uma lista com 26 cidades do Ceará que poderão receber doses da vacina Pfizer/Comirnaty contra a Covid-19, no intuito de ampliar a Campanha Nacional de Vacinação no Estado.

Até então, devido às condições de armazenamento do imunizante a baixas temperaturas, o Ministério da Saúde havia recomendado a distribuição inicial dele somente entre as capitais.

O documento que lista as cidades tem o aval da Comissão Intergestores Bipartitite (CIB-CE) e foi asisnado pelo Secretário Estadual da Saúde, Dr. Cabeto, e a vice-presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems), Sayonara Cidade.

Os detalhes sobre como será realizada a operacionalização das doses nas localidades, bem como a data de envio das vacinas e a quantidade de imunizantes serão discutidos com cada município.

No entanto, no último dia 12, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) forneceu apoio - em uma carta de intenção enviada ao Governo juntamente com os municípios de Aquiraz, Eusébio, Itaitinga e Horizonte - para armazenar doses da Pfizer na sua sede local, situada no Eusébio.

A Sesa informou que nesta quinta-feira (20) deve divulgar mais informações sobre a distribuição das doses da vacina da Pfizer no Ceará.

Segundo o documento, além de Fortaleza, estão aptos a receberem a vacina as cidades:

  • Acaraú
  • Aquiraz
  • Aracati
  • Barbalha
  • Baturité
  • Brejo Santo
  • Camocim
  • Canindé
  • Caucaia
  • Crateús
  • Crato
  • Eusébio
  • Horizonte
  • Itaitinga
  • Juazeiro do Norte
  • Icó
  • Iguatu
  • Itapipoca
  • Limoeiro do Norte
  • Maracanaú
  • Quixadá
  • Russas
  • Sobral
  • Tauá 
  • Tianguá

Segundo o imunologista e professor do Departamento de Patologia e Medicina Legal da Universidade Federal do Ceará (UFC), Edson Teixeira, a disseminação da Pfizer vai auxiliar no processo de vacinação dos municípios, visto que, atualmente, estão havendo atrasos no fornecimento da CoronaVac no País e há a suspensão da AstraZeneca em gestantes e puérperas.

“Se há essas vacinas disponíveis é importante que a gestão estadual faça esses remanejamentos para que ocupe as equipes e garanta a imunização dessas pessoas o mais rapidamente possível”, explica.

Além disso, Edson ressalta que é preciso ter muito cuidado no armazenamento dessas doses, visto que a tecnologia utilizada para criar a vacina da Pfizer é muito nova, criada a partir de um ácido nucleico - RNA Mensageiro - que deve ser mantido a baixas temperaturas para manter a sua capacidade de estímulo à resposta imunológica.

De acordo com atualização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os frascos da vacina devem ser mantidos em temperaturas de -90 ºC a -60 ºC, mas podem ficar armazenados entre -25 ºC e -15 ºC durante duas semanas. Caso sejam retirados do congelamento, a orientação é que permaneçam entre 2 ºC e 8 ºC por até cinco dias.

 

 

(Diário do Nordeste)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire