Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 25 de maio de 2021


Novos documentos sobre a vacina russa, Sputnik V, foram enviados à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a inclusão no processo que analisa o pedido de importação do imunizante ao Brasil. As informações foram enviadas pelos governos da Bahia e do Maranhão. 

Um segundo pedido de importação da Sputnik V feito pelos estados da Bahia, Maranhão, Ceará, Sergipe e Pernambuco está em análise na Anvisa. Em comunicado, a agência informou que a nova documentação ainda será analisada. 

O primeiro pedido, feito em abril, pelos governos do Maranhão, da Bahia, do Ceará, de Sergipe e de Pernambuco, foi negado pela Diretoria Colegiada da Anvisa. Na época, a agência alegou que não houve comprovação de segurança e eficácia, especialmente que não houve evidência de que o adenovírus usado na fabricação do imunizante não teria capacidade de replicação no corpo dos pacientes. 

A Sputnik V foi desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, que fica em Moscou, na Rússia, e é distribuída pela União Química, no Brasil.

 

UOL

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire