Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 20 de maio de 2021


Um choque. Esse foi o sentimento da estudante de enfermagem Thaís Carvalho, 30, ao ser vítima de racismo em Ilhéus, no sul da Bahia. Ela, que está no 5º semestre, se voluntariou para aplicar doses de vacina contra Covid-19 na cidade e foi surpreendida por um homem que se recusou a receber o imuzinante caso fosse aplicado por ela, "porque ela era negra". 

Thaís trabalhava aplicando a segunda dose da CoronaVac no posto de vacinação do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Jardim Savoia, quando, já quase no fim do horário de vacinação, foi informada que tinha um idoso para vacinar. Quando chegou à sala onde o homem estava, ele disse que não aceitaria que ela aplicasse o imunizante. 

"Quando o vi, perguntei se já estava tudo certo com a ficha e se ele queria se vacinar. Ele disse que já tinha feito a ficha, mas não queria ser vacinado naquele momento. Eu perguntei o porquê, e ele disse: 'por você não, você é negra", lembra.

 

O POVO

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire