Você está em: CIDADE , PRINCIPAL // Notícia de Fagner Freire // 31 de julho de 2021

 


Número foi registrado após um ano, dois meses e 19 dias da primeira vítima fatal pelo novo coronavírus, no município localizado no interior cearense.

Nos últimos dois anos o mundo viveu um dos períodos mais delicados emocionalmente, economicamente e de saúde no pós-guerras mundiais, isso tudo ocasionado por uma pandemia que assola o período moderno/contemporâneo.

O novo coronavírus (COVID-19), registrado inicialmente na China, no final de 2019 espalhou-se pelo mundo e fez nações reféns causando instabilidade na saúde e economia mundial, além de deixar um rastro de mortes em todo o planeta terra.

Os locais mais atingidos foram os grandes centros mundiais, cidades inteiras, países ricos tiveram que ficar em confinamento. E muito mais, a força da Covid-19 chegou nos mais pontos longínquos da terra, e cidades pequenas foram afetadas.

O Brasil e o estado do Ceará, foi um destes locais. A cidade de Ipu, localizada na Serra da Ibiapaba, no noroeste à 296 quilômetros de Fortaleza, foi um dos municípios atingidos, foram pelo menos três ondas com a primeira chegando com a confirmação dos primeiros casos em 27 de abril de 2020.

A primeira morte por Covid-19 no município foi registrada no dia 7 de maio de 2020. Em 2021 entre os meses de abril e maio, a cidade da Serra da Ibiapaba viveu o pior momento com o mês de maio sendo o mais letal com mortes e novos pacientes infectados diariamente. 

 Da mesma forma que os números subiram assustadoramente nos dois meses após a confirmação da identificação de pacientes com a cepa P1 de origem de Manaus, no Amazonas, eles desceram e atualmente estão baixos.


A vacinação acompanhada de uma série de ações contribuíram para que os números de novos pacientes infectados, internações e mortes caíssem à quase zero. Porém, isso não é para ser totalmente comemorado ainda, na última segunda-feira (26) de julho de 2021, o município registrou os números de novos infectados entre os dias 19 e 26, foram 27 novos casos.

Deste número, o mais triste foi o registrado da 100ª morte em decorrência do novo coronavírus. A marca negativa foi se empilhando no decorrer de quase 2 anos, a primeira vítima perdida no município foi confirmada em um dia 7 de maio de 2020, e foi agravada nos meses seguintes, pelo próprio comportamento humano.

 

 

(Ipu Post)

Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire