Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 9 de agosto de 2021

 

O suspeito de clonar o celular de Camilo Santana, preso neste domingo (8) no Maranhão, usou dados do governador do Ceará para tentar liberar uma chave de segurança em uma instituição financeira e roubar dinheiro do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Os recursos estavam em uma conta de uma prefeitura no interior do Pará. O criminoso não conseguiu obter o dinheiro.

Na casa do criminoso, a polícia apreendeu aparelhos celulares, notebooks, drones, maquinetas de cartões de créditos, além de três veículos. 

Conforme a Polícia Civil, Leonel Silva Pires, 33 anos, é considerado um especialista em furtar dinheiro público por meio de tecnologia cibernética e, além de Camilo Santana, tem entre as vítimas prefeitos, governadores e um ministro do governo federal.

O crime aconteceu no último dia 4 de agosto e, segundo Camilo, o homem teve acesso à agenda de contatos para aplicar golpes e cometer o crime de estelionato fingindo ser o governador.

O suspeito, que já tem antecedentes criminais, chegando a ser capturado em 2018 em uma operação da Polícia Federal, foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva da Polícia Civil do Ceará. Ele foi autuado pelos crimes de invasão de dispositivo eletrônico, além de estelionato consumado e tentado.

Prisão

Vários aparelhos eletrônicos, entre ele o celular usado para hackear Camilo Santana, foram apreendidos na casa do suspeito preso. — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Vários aparelhos eletrônicos, entre ele o celular usado para hackear Camilo Santana, foram apreendidos na casa do suspeito preso. — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Leonel foi capturado no estacionamento do Aeroporto Internacional Mariscal Cunha Machado, na cidade de São Luís, após ser monitorado por agentes desde São Paulo, onde se encontrava, até chegar ao Maranhão.

Do aeroporto, os policiais civis seguiram para a casa do suspeito, onde apreenderam aparelhos celulares, notebooks, drones, maquinetas de cartões de créditos, além de três veículos.O aparelho celular utilizado no crime contra o governador do Ceará está entre os itens apreendidos.

As investigações sobre o caso foram conduzidas pela Delegacia de Combate aos Crimes de Lavagem de Dinheiro (DCCLD), com informações do Departamento de Inteligência Policial (DIP) da Policia Civil cearense e apoio operacional da Polícia Civil do Maranhão.

Celular hackeado

No último dia 4, o governador usou as redes sociais para informar que teve o celular invadido por criminosos que aplicam golpes financeiros.

"Informo que tive meu celular invadido por hackers, que roubaram dados da agenda de contatos e passaram a enviar mensagens em meu nome tentando aplicar golpe financeiro", disse. Ainda segundo o governador, a polícia foi "acionada de imediato" e investiga o caso.

"Se você também foi vítima de algum golpe virtual deve procurar imediatamente a polícia, através do número (85) 3101.2511", recomendou o governador.

 
(G1/CE)

 

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire