Você está em: NACIONAL // Notícia de Fagner Freire // 15 de abril de 2022

 Fusca de Balneário Camboriú chama a atenção na Times Square — Foto: Arquivo Pessoal/ Reprodução

Jesse Koz, de 29 anos, tem chamado a atenção por rodar com seu fusca 1978, com placas de Balneário Camboriú, na badalada Times Square, em Nova York, nos Estados Unidos. É por lá que ele fica até segunda-feira (18), quando parte para próximo destino. Desde 2017, foram 16 países desbravados.

Junto de Dodongo, como o carro foi apelidado, Jesse percorre as Américas na companhia também do cachorro, o Shurastey, um golden retriever igualmente desbravador. Eles querem chegar ao Alasca em setembro.

Apesar do currículo extenso de viagens, que pode ser conferido no Instagram do rapaz, Jesse não conseguiu conter a emoção de passar pelas ruas nova-iorquinas, onde chegou em 6 de abril.

"Ó, o fuscão, onde que está! Não acredito nisso!", disse, em vídeo publicado na rede social.

A viagem faz parte de um projeto, chamado “Shurastey or Shuraigow?”, uma adaptação inspirada na música “Should I Stay or Should I Go” (traduzido do inglês Devo Ficar ou Devo Ir), sucesso da banda The Clash. A ideia é chegar ao Alasca. No Instagram, cerca 310 mil pessoas acompanham as aventuras diárias do trio Jesse, Dodongo e Shurastey.

Para dar nome ao fusca, Jesse também buscou inspirações de seu cotidiano. Dodongo vem de um personagem de vídeo game.

"É um 'dragão' muito forte, que tem a pele muito dura e a única forma de matá-lo é dando uma bomba pra ele comer. E o fusca é assim: muito forte", comenta.

Recepção

Ao g1 SC, o curitibano, que até então morava em Balneário Camboriú, disse que está sendo bem recebido nos Estados Unidos. "O fusca é uma máquina de fazer amigos. Ele é muito simpático, então as pessoas são muito simpáticas com ele", brinca.

"Apesar de eu não falar inglês, a gente acaba conversando no embromation (gíria para enrolação). As pessoas buzinam. O americano é muito solícito também. Está sendo a realização de um sonho", comemora.

Ele conta que é parado, muitas vezes, por seguidores durante as viagens. Em Nova York , por exemplo, tem sido assim. "Veio gente tirar foto, conversar, perguntar da viagem. Tinha seguidor que sabia que a gente ia passar e ficou esperando", revela.

Foram 16 países, do Uruguai aos Estados Unidos, conhecidos desde 2017, quando decidiu largar a faculdade de Educação Física e o emprego como vendedor. Após vender o que tinha, saiu do Brasil com R$ 10 mil na conta, um fusca de R$ 7 mil e um cão de 2 anos e meio. Hoje, ele mantém as viagens vendendo produtos em seu site e fazendo ações publicitárias nas redes sociais.

Como o foco é conhecer lugares, vale tudo para economizar. Jesse afirma que ele e Shurastey costumam dormir na barraca automotiva. Também acontece de serem convidados para passar a noite na casa de moradores.

Volta da pausa

Em 2020, o trio precisou voltar para o Brasil por causa da pandemia. A viagem para os Estados Unidos, onde chegaram em 4 de fevereiro de 2022, significa uma retomada às estradas.

"Seguimos rumo a Miami e chegamos em Nova York na última quinta feira. Daqui, nós vamos para Chicago e depois Califórnia. Em setembro, está prevista a chegada ao Alaska", comenta.

Apesar de uma dúzia de problemas mecânicos, viajar pelas Américas tem sido tranquilo e seguro. É o que garante o aventureiro. 

 

(g1)

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire