Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 26 de abril de 2022

 Bombeiros resgatam jiboia de 1,5 metros que estava presa em ar-condicionado de casa em Fortaleza. — Foto: Reprodução

Uma jiboia de 1,5 metros de comprimento foi resgatada pelo Corpo de Bombeiros no ar-condicionado de uma casa no Bairro Sabiaguaba, em Fortaleza, na noite desta segunda-feira (25). A serpente estava entre um espaço na parede e a parte de cima do equipamento.

Conforme o tenente Aucenny, do quartel do Cambeba, os agentes foram acionados por volta das 21h30, através da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), que informou que o morador havia encontrado uma jiboia no ar-condicionado de um dos quartos da residência.

"Ela [jiboia] tinha se alimentado e ficou presa no ar-condicionado, porque o corpo dela dilatou. Tivemos que tirar o ar-condicionado para não ferir o animal, que já estava tentando se evadir. Ele foi capturado e hoje será devolvido a natureza", relata o tenente do Corpo de Bombeiros. 

Em fevereiro e março deste ano os Bombeiros Militares resgataram 976 cobras, sendo 472 em fevereiro e 504 no mês seguinte, conforme o balanço divulgado pela corporação no dia 11 de abril. O número representa 60% resgates de animais em todo o Estado.

Os levantamentos estatísticos dos bombeiros demonstram que a quantidade de cobras se multiplica em áreas urbanas e rurais no período do inverno, por conta da quadra chuvosa, devido à maior incidência de seu principal alimento, o rato. Já entre julho e agosto, a grande presença de ofídios se deve ao período de acasalamento e reprodução.

A estatística também aponta que a maioria das vítimas de picadas de cobra no Ceará são homens entre 6 e 70 anos de idade, moradores da zona rural. A ocorrência se dá principalmente entre 4 horas e 7 horas e entre 17horas e 18h30. Os locais de maior perigo são os ambientes úmidos ou próximos a cursos de água, com vegetação rasteira, escuros e fechados.

A cobra venenosa mais frequente no Estado é a jararaca. Já a cascavel aparece mais em regiões secas, áridas e com muitas pedras. A cobra-coral é mais urbana e fica onde há muito lixo, mas prefere local subterrâneo.

 

 

(G1/CE)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire