Você está em: CEARA // Notícia de Anselmo // 2 de julho de 2022




No último ano, todo dia, cerca de 4 cearenses precisaram amputar membros inferiores e a recorrência com que isso acontece preocupa: o número de procedimentos praticamente triplicou nos últimos 10 anos. Enquanto em 2012 foram 573 cirurgias, o total passou para 1.409 em 2021 no Ceará.

O balanço foi elaborado pela Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) com base nos dados do Ministério da Saúde. O índice alto permanece neste ano – nos 3 primeiros meses de 2022 foram 360 amputações.

Isso acontece devido ao envelhecimento da população e associação com diabetes e hipertensão, por exemplo, além do hábito de fumar. Para completar, a pandemia atrapalhou o atendimento desses pacientes nos últimos dois anos.

Quando se observa o mapa nordestino, o Ceará aparece em 2º lugar no aumento de casos no período analisado. Alagoas foi o estado com maior crescimento percentual, porque passou de 182 procedimentos, em 2012, para 497 no último ano, ou 173%.

Mas, quando o critério são os números totais, Bahia (2.208) e Pernambuco (1.749) aparecem na frente do Estado com mais amputações feitas no último ano. No Brasil, foram 28.906 procedimentos. 

O POVO

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire