Você está em: CEARA // Notícia de Edina Farias // 24 de julho de 2022

Cadeira que Papa vai usar no Canadá foi desenvolvida por cearense. — Foto: Rafael Studart/Reprodução

 

O designer cearense Rafael Studart recebeu uma missão mais do que simbólica: desenvolver as cadeiras que vão ser utilizadas pelo Papa Francisco durante visita ao Canadá. Ao todo, Rafael liderou a criação de oito peças, uma para cada local onde o pontífice vai passar.

A visita do Papa ao Canadá faz parte de um processo de reconhecimento do genocídio e apagamento cultural dos povos indígenas canadenses, onde líderes da Igreja Católica estiveram diretamente ligados. O país, inclusive, registrou o descobrimento de escolas que continham ossadas de crianças indígenas em 2021. 

Rafael mora em Toronto, uma das principais cidades canadenses, onde trabalha como designer. Ele explicou que teve a oportunidade de desenvolver as cadeiras por meio da empresa onde trabalha, que recebeu a proposta de criar o produto, serviço que foi designado a ele para liderar.

“Meu processo de criação foi relativamente solto e caótico ao mesmo tempo, porque a gente só teve 50 dias entre o primeiro contato e entrega das peças finais. O prazo era muito curto, em especial se tratando de uma peça que nunca tinha sido feita antes”, comentou Rafael, que é arquiteto pós-graduado em designer gráfico.

“O projeto tinha algumas especificidades porque ergonomicamente é uma cadeira um pouco diferente. O Papa está com problema no joelho, então a cadeira é mais alta do que uma cadeira normal, braço mais alto e um pouquinho mais largo, acento mais curto, uma série de questões que não eram padrões. Então a gente teve que trabalhar em cima disso. Mas do ponto de vista estético ou da proposta conceitual da cadeira, a gente ficou bem livre”, explicou o cearense.

Detalhes das cadeiras

Levando em consideração o motivo da visita do Papa, Rafael disse que a equipe de criação se preocupou em tentar balancear o design do modelo final com as características que envolviam o momento.

“Para a gente, era muito importante que a cadeira fosse solene, fosse uma cadeira sóbria nesse aspecto, porque o motivo era muito sério. E também que ela fosse, de alguma forma singela, simples sem ser simplista, porque o objetivo nunca era que a cadeira fosse o motivo de atração dos olhares”, explicou o designer.

Com isto, o direcionamento foi trabalhar com formas naturais, como os arcos, que também remetem a arquitetura das igrejas e das catedrais católicas. Já as madeiras são todas nativas do Canadá, que são maple e carvalho; e os tecidos usados também foram naturais. Além disso, o conjunto de cadeiras foi desenvolvido com placas grandes de madeira, para reforçar o aspecto da ligação dos povos indígenas com a terra.

“Tivemos a sorte de trabalhar junto com o Shawn Vincent, que é um designer gráfico de ancestralidade ‘métis’, que é uma das tribos originais dos povos indígenas do Canadá. Ele desenvolveu um trabalho gráfico incrível para a campanha da visita do Papa, que chama ‘Walking Together’ (Caminhando Juntos, em português)”, declarou o designer.

“A gente conseguiu aplicar esses gráficos que bebem da iconografia dos povos indígenas na cadeira. Então a gente tem entalhe em algumas cadeiras e tem bordados em todas as outras”, complementou Rafael. 

 

G1

 

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire