Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 25 de julho de 2022

 pcce crateus

Uma quadrilha de falsificadores vem fazendo vítimas no Interior do Ceará. A reportagem do Diário do Nordeste apurou que médicos passaram a se deparar com os próprios carimbos, com características de adulteração. A farsa teria como objetivo final driblar seguradoras e conseguir ter acesso aos valores dos seguros de vida das pessoas mortas.

O caso mais recente envolve um médico que atua na cidade de Nova Russas. A vítima se deparou com um atestado de óbito que, supostamente, ela quem teria assinado e colocado o número do Conselho Regional de Medicina (CRM). A Polícia Civil confirma que investiga a denúncia de estelionato.

O médico, de nome preservado, conta que uma agente de endemia questionou a declaração de óbito, que não apresentava os termos necessários para registro. Quando o homem viu o documento, notou que faltava uma letra do seu nome.

A vítima estranhou e junto a agente buscaram localizar dentro da unidade de saúde o número da declaração de óbito, que não foi encontrado. Foi então que descobriram a farsa.

Nenhum suspeito foi localizado até então

O caso foi reportado à Polícia Civil do Ceará. O médico prestou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Crateús e agora alerta para que outros colegas de profissão se atentem à possível existência dos nomes e carimbos estarem ligados a falsos documentos.

Homem é preso após se passar por médico usando registro falso para atender em hospital de Paraipaba
“A seguradora disse que tem uma quadrilha fazendo isso para pegar os seguros de vida. Desconfio onde pegaram meu carimbo para falsificar e agora peço respostas à Polícia”, sustentou a vítima.

A reportagem entrou em contato com a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi) questionando se a instituição tem conhecimento do golpe aplicado no Ceará e quais práticas devem ser adotadas para tentar se proteger. Até a publicação desta matéria, a Federação não respondeu. 

Segundo a PCCE: “Oitivas e diligências estão em andamento visando identificar a autoria. A PC-CE salienta a importância das vítimas registrarem o caso por meio do Boletim de Ocorrência (BO). As informações auxiliarão os investigadores a identificar a autoria dos crimes”, disseram.

A Polícia alerta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos dos investigadores: “As informações podem ser direcionadas para o (88) 3692-3308, o número da Delegacia Regional de Crateús. O sigilo e o anonimato são garantidos”.

 

(Diário do Nordeste)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire