Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 18 de julho de 2022

 Carros de traficante internacional preso no Ceará foram avaliados em R$ 1,4 milhão — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução

O traficante preso em abril deste ano com carros de luxo avaliados em R$ 1,4 milhão atuava como chefe de uma organização criminosa de origem carioca como avaliador da qualidade das drogas que ele traficava para outros países. Rodrigo Sebastião, 45 anos, foi preso com a mulher em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, em uma operação da Polícia Civil. Com eles, a polícia apreendeu, além dos carros de luxo, joias, ouro e imóveis.

Após a prisão, a polícia seguiu investigando o casal e descobriu que Sebastião era traficante internacional e que ele avaliava as drogas a partir de fotos que ele recebia pelas redes sociais. Ainda segundo a Polícia Civil, Sebastião também atuava como negociador de armas como fuzil, além de granadas. Ele vivia uma vida de ostentação com a mulher com dinheiro do tráfico de drogas.

A mulher dele foi solta dias depois da prisão e responde em liberdade porque tem duas filhas com problemas de saúde.

Carro de luxo é apreendido durante operação policial no Ceará. — Foto: SSPDS/Reprodução

Carro de luxo é apreendido durante operação policial no Ceará. — Foto: SSPDS/Reprodução

A defesa de Sebastião nega o cometimento dos crimes e disse que nunca foram encontradas drogas com ele.

A defesa afirmou ainda que Sebastião foi condenado por roubo a banco em outro estado, cumpriu pena e se mudou para o Ceará para recomeçar a vida como vendedor de veículos de luxo. Disse também que nenhum carro apreendido era dele, que os donos estão requerendo os veículos e que Sebastião não tinha nenhum apartamento nem riqueza.

Empresa de fachada

A polícia investigou e também descobriu que o traficante fazia compras de luxo através de uma empresa de fachada para despistar a polícia. Sebastião também viajava para outros estados de onde a droga seria enviada para fora do Brasil.

Em um dos casos, segundo apurações da polícia, ele se deslocou do Ceará até o Pará para enviar 320 quilos de cocaína escondidos em uma carga de açaí para Portugal.

A droga foi enviada via marítima e, depois de dois meses, chegou ao país português. Equipes da Polícia Federal conseguiram localizar a carga e fazer a apreensão. 

 

(G1/CE)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire