Feijão de corda: homem é suspeito de pintar grãos para enganar consumidores

 O homem pintava os grãos de verde claro(foto: Decon/Reprodução )

Na feira no Rio de Janeiro, onde os produtos eram vendidos, o feijão fradinho custa em média R$ 6,50. Já o de corda, objetivo da falsificação, poderia chegar a R$ 27,50

Um homem foi preso suspeito de “falsificar” feijões para parecerem do tipo corda e vender em uma feira. O caso foi registrado nesta segunda-feira, 12, em São João de Meriti, no Rio de Janeiro. De acordo com a Delegacia Especial de Crimes contra o Consumidor (Decon), o homem pintava grãos de feijão do tipo fradinho para parecer o do tipo corda, que é mais caro.

O homem pintava os grãos de verde claro. A estratégia era para que o produto se assemelhasse ao feijão de corda antes de estar totalmente desenvolvido, chamado de feijão verde. O baião de dois é um dos pratos mais populares preparado com o ingrediente.

Na feira em que os produtos eram vendidos, o feijão fradinho custa em média R$ 6,50. Já o de corda chega a R$ 27,50. Segundo informações do portal Uol, os policiais encontraram, na zona portuária do Rio, o local onde os grãos eram pintados para depois serem comercializados.

O nome do comerciante não foi divulgado. Ao ser preso, o suspeito confessou que praticou a fraude em feiras de São Paulo. Ele decidiu então levar o esquema para o Rio, onde vendia o produto em feiras nordestinas. Se condenado, o homem pode pegar de seis meses a dois anos de prisão por vender mercadoria falsificada.

 

 

(O Povo)

Tags