Pílula "antirressaca" deve chegar ao Brasil até o fim de novembro

 

 A pílula age no organismo quebrando as moléculas de álcool no intestino quan...

Deve chegar ao Brasil, até o fim de novembro, a pílula antirressaca, batizada de Myrkl. O suplemento é vendida no Reino Unido desde julho. Os comprimidos são fabricados pela empresa De Faire Medical.

Conforme o portal O Globo, a pílula age no organismo quebrando as moléculas de álcool no intestino, quando estão próximas de atingir o fígado. Isso reduz a metabolização da substância no órgão e a quantidade na corrente sanguínea.

“Ela [ressaca] é causada pela quebra do álcool no fígado em dois componentes, o ácido acético e o acetaldeído, que são tóxicos para o nosso corpo. Por isso, a pílula busca quebrar o álcool antes de ele chegar ao fígado, para evitar a liberação das substâncias”, explicou, ao portal O Globo, a endocrinologista Tassiane Alvarenga, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP).

O produto já é comercializado em pelo menos 18 países. Pessoas da Austrália, Nova Zelândia, Alemanha e França, por exemplo, utilizam a Myrkl.

Segundo O Globo, o suplemento é vendido em uma caixa, com 30 unidades, no Reino Unido custa ao que no Brasil equivale a R$ 180. É recomendado que as pessoas não utilizem a Myrkl sem acompanhamento médico.

O Povo
Tags