Ceará tem 221 mil candidatos aptos a fazer prova do Enem neste domingo; tire todas as dúvidas

Aplicação do ENEM 2022 será em 13 e 20 de novembro — Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

 

Nesta reportagem, o g1 reúne todas as informações que os estudantes precisam saber sobre o exame, como datas, horários, o que pode e o que não pode levar e dicas sobre o conteúdo das provas e a redação. Confira abaixo:

Como consultar o local de prova


A orientação é calcular o tempo que levará até o local usando o meio de transporte planejado. Se possível, percorra o caminho todo e, assim, se organize melhor no dia. Não se esqueça que, aos domingos, a frota de ônibus e trens, geralmente, é reduzida.

Datas do Enem 2022


Tanto a versão impressa quanto a digital do Enem serão aplicadas nos mesmos dias:

    45 questões de linguagens (40 de língua portuguesa e 5 de inglês ou espanhol);
    45 questões de ciências humanas; e
    redação.

    45 questões de matemática; e
    45 questões de ciências da natureza.

Veja os horários de aplicação (no fuso de Brasília):


    Abertura dos portões: 12h
    Fechamento dos portões: 13h
    Início das provas: 13h30
    Término das provas no 1º dia: 19h
    Término das provas no 2º dia: 18h30

O candidato só poderá sair com o Caderno de Questões nos últimos 30 minutos que antecedem o término da prova.

Atenção: O Enem digital não é feito de casa, mas no local indicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), com os mesmos horários e regras da aplicação tradicional. Leia mais informações sobre o Enem digital aqui.

Locais de prova


O local do exame consta do Cartão de Confirmação da Inscrição de cada participante, que pode ser acessado em https://enem.inep.gov.br/participante/. A orientação do Inep é chegar às 12h no local de prova.

O documento também traz dados como: idioma escolhido para a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol), datas do exame e solicitações de atendimento especializado (como adaptações para pessoas com deficiência).

O Inep recomenda que o candidato imprima o "cartão" e o leve no dia do Enem, mas isso não é obrigatório.

Dica: Veja com antecedência como chegar ao local de prova, calculando o tempo que levará usando o meio de transporte planejado. Não se esqueça que, aos domingos, a frota de ônibus e trens, geralmente, é reduzida. Então, se possível, o ideal é, no domingo anterior ao Enem, percorrer o caminho todo até onde fará o exame e, assim, se organizar melhor no dia.

O que levar no dia da prova


  •     RG ou outro documento oficial com foto (documentos digitais também são válidos);
  •     Álcool em gel;
  •     Máscara de proteção facial (só não é obrigatória em locais que liberaram o uso em ambientes fechados);
  •     Caneta esferográfica preta fabricada em material transparente;
  •     Cartão de confirmação de inscrição;
  •     Lanche; e Água em garrafa transparente (a embalagem não deve ter rótulo).

Exemplos de documentos digitais de identificação que serão aceitos pelo Inep:


  •    e-Título,
  •    Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital; e  RG Digital.


Atenção: O candidato deve apresentar o aplicativo oficial ao fiscal --- capturas de tela não serão válidas. Após a entrada na sala de aula, o uso do celular continuará vetado.

O que não pode levar no dia prova


    Telefones celulares, calculadoras ou qualquer equipamento eletrônico devem ser desligados e guardados no envelope porta-objetos antes de entrar na sala de provas. Caso algum som seja emitido dos aparelhos durante a prova, o candidato será eliminado;
    Qualquer dispositivo que receba imagens, vídeos ou mensagens;
    Óculos escuros, bonés, chapéus, viseiras ou gorros;
    Bebidas alcoólicas, cigarro e/ou drogas ilícitas.

Atenção: O envelope porta-objetos, lacrado e identificado, deve ser mantido debaixo da carteira desde o ingresso na sala de provas até a saída definitiva do local de provas.

A partir das 13h (horário de Brasília), é permitido ir ao banheiro, mas desde que acompanhado pelo fiscal.

O que fazer se perder um dia de prova?


O candidato que perder um dos dias de prova do Enem, por motivo previsto no edital, poderá pedir reaplicação do exame para fazer as provas - exclusivamente do dia perdido - em uma nova data a ser divulgada pelo Inep.

O pedido deve ser feito em até cinco dias uteis após o último dia de aplicação. As solicitações serão julgadas individualmente pelo Inep. O direito à reaplicação é válido somente em certas situações, como em caso de doenças infectocontagiosas (como tuberculose, sarampo e covid-19), que precisarão ser comprovadas pelos candidatos.

Como são as provas


No primeiro dia, além da redação, os candidatos respondem a 45 questões de múltipla escola de linguagens e outras 45 de ciências humanas.

No segundo dia, os candidatos respondem a 45 questões de matemática e outras 45 de ciências da natureza.

Dicas de professores: Na reta final para o Enem, uma estratégia sugerida é fazer provas antigas e tentar resolvê-las dentro do prazo máximo do exame. Outra recomendação é não tentar aprender algo completamente novo, mas revisar assuntos com os quais já tenham mais familiaridade para garantir pontos.

Para que serve a nota do Enem?


As notas do Enem 2021 podem garantir vaga em instituição de ensino superior pública ou privada brasileiras e até em faculdades fora do país. Confira como podem ser utilizada em cada situação.

    Sisu: O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o meio pelo qual o Ministério da Educação (MEC) seleciona estudantes para vagas em cursos de ensino superior de instituições públicas. Para concorrer a uma vaga, o candidato precisa estar dentro da nota de corte do curso em questão, ou seja, precisa ter obtido uma nota igual ou maior à nota mínima definida para aquele curso.
    Prouni: O Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma iniciativa do Ministério da Educação que oferece bolsas integrais e parciais em faculdades particulares.
    Fies - O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do governo federal que paga parte das mensalidades de estudantes em universidades e faculdades privadas, com a contrapartida de os beneficiários quitarem o financiamento após a formatura. O crédito pode cobrir total ou parcialmente a mensalidade do curso. Para se inscrever, é preciso ter feito o Enem.
    Instituições privadas - Muitas instituições de ensino superior também oferecem desconto nas mensalidades usando a nota do Enem. Geralmente, o candidato não precisa prestar um vestibular próprio da universidade. O ideal é procurar a instituição para saber se oferecem bolsas e descontos conforme a nota no exame e quais são os requisitos.
    Universidades internacionais - O Ministério da Educação possui acordo com algumas instituições em países como Portugal, Inglaterra, França, Irlanda e Canadá, que aceitam o Enem no seu processo seletivo. Em alguns casos, a instituição pode exigir que o interessado passe pelo processo seletivo local. É preciso pesquisar diretamente no site das universidades.

 

 

(G1)


Postagens mais visitadas