Comoção marca enterro de menino encontrado morto em lagoa na Uece

 O corpo do menino Heitor Viana Kobayashi Silva, de 9 anos, foi velado e sepultado no Cemitério São José, no bairro Parangaba, em Fortaleza

 

O corpo do menino Heitor Viana Kobayashi Silva, de 9 anos, foi velado e sepultado na manhã desta sexta-feira, 8, no Cemitério São José, no bairro Parangaba, em Fortaleza. O momento foi restrito a familiares e marcado por comoção. A mãe da criança foi consolada por amigos, familiares e colegas de universidade.

Heitor foi encontrado morto nessa quinta-feira, 7, dentro da lagoa da Universidade Estadual do Ceará (Uece), no bairro Itaperi, depois que desapareceu na quarta-feira, 6, nos arredores da instituição de ensino superior. A criança era autista, não se comunicava verbalmente e abriu a janela do carro após a mãe sair do veículo para ir ao banco.

Antes do sepultamento da criança, houve um momento de despedida na capela do cemitério. O enterro ocorreu em seguida, por volta das 10h30min desta manhã. Na despedida de Heitor, amigos e familiares realizaram um momento de oração com salva de palmas durante o sepultamento.

O corpo da criança foi encontrado por mergulhadores do Corpo de Bombeiros. Ele estava com a farda da escola e sem marcas de violência.

O laudo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) apontou que a causa da morte de Heitor foi asfixia por afogamento. As informações foram divulgadas pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Com informações do repórter Luciano Cesário

 

 (O Povo)

Postagens mais visitadas