Você está em: NACIONAL // Notícia de Fagner Freire // 7 de outubro de 2020

 


O pastor Francisco Antônio dos Santos, de 35 anos, foi morto no domingo enquanto ministrava um culto na igreja Assembleia de Deus Voz do Calvário, no Areal, em Águas Claras, no Distrito Federal. Considerado foragido da Justiça por suspeita de ligação com um caso de homicídio, ele foi baleado no momento em que estava de joelhos durante o culto, por volta das 9h30.

Francisco foi atingido por cinco disparos nas costas. Até o momento, o atirador não foi localizado, mas testemunhas já foram ouvidas. Uma mulher, que participava do culto, foi atingida de raspão no pé. Familiares e amigos do pastor acreditam que a morte tenha sido uma execução. A Polícia Civil não descarta nenhuma possibilidade.

Um pastor amigo de Francisco, que pediu para não ser identificado, estava no andar de cima da igreja quando ouviu os tiros: "Eu estava tomando café quando ouvi os tiros, foram muitos. Eu fiquei preocupado com os meus filhos e desci correndo. Quando eu olhei, eu vi o pastor caído no chão. Algumas pessoas que estavam no culto disseram que viram ele [o atirador] correndo. Eu segurei ele nos meus braços. Esse cara foi para matar o Francisco, o alvo era ele. O Francisco era uma pessoa que todos gostavam, uma pessoa do bem, tranquila. Ele decidiu seguir a vida pela igreja".

Foragido da Justiça

A polícia ainda não sabe se a morte do pastor tem ligação com o passado dele. Francisco dos Santos era considerado foragido da Justiça desde 23 de agosto de 2018. Ele é acusado de ser o responsável por um homicídio em Paranaíba, no Piauí, cidade onde nasceu.

Em maio deste ano, o pastor chegou a falar sobre isso durante uma pregação. "Fui árvore verde por muito tempo. Latrocida, homicida, pistoleiro e assaltante. Cheirava 30 gramas de cocaína por dia e andava com uma .40 na cintura. Quando fui pra igreja e dobrei os joelhos naquele altar, eu disse 'senhor, muda minha história'", disse o pastor, em um vídeo publicado na internet.

A mulher de Francisco, a missionária Luana Marques, 22, era casada com o pastor há 6 anos. O casal morava no Piauí, mas se mudou para Brasília, em 2016. Emocionada, ela conversou com o UOL e disse que o religioso não escondia o que havia feito: "Ele sempre falava sobre o passado dele quando pregava, não escondia nada. Ele era um homem e um pai maravilhoso. Eu não sei quem pode ter feito isso".

Investigação

O caso foi registrado como homicídio e lesão corporal na 21ª Delegacia de Polícia, de Taguatinga Sul. No domingo, uma perícia foi feita na igreja. O delegado responsável pelo caso, Luiz Alexandre Gratão, disse que "nenhuma linha de investigação foi descartada". Câmeras de segurança filmaram o suspeito fugindo a pé logo após o crime. As imagens estão sendo analisadas pelos investigadores.

O enterro do pastor Francisco Antônio dos Santos aconteceu hoje pela manhã no Cemitério Campo da Esperança de Taguatinga. Fiéis, amigos e familiares chegaram a organizar uma vaquinha para arrecadar R$ 3,5 mil com o objetivo de pagar os gastos do sepultamento.

 

OUL

Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire