Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 18 de novembro de 2020

 


O Ceará terá a partir do próximo ano 73 prefeitos nativos, gestores que vão administrar a cidade onde nasceram. Em outros 109 municípios, o prefeito será uma pessoa nascida em outro município, mas registrou domicílio eleitoral onde foi eleito.

Nas cidades onde há segundo turno, Caucaia e Fortaleza, os quatro candidatos na disputa não nasceram na cidade onde tentam eleição. Na capital, competem Sarto Nogueira, de Acopiara; e Capitão Wagner, de São Paulo. Em Cuacaia, estão no segundo turno Naumi Amorim, de Tauá; e Vitor Valim, de Fortaleza.

Em todo o Brasil, conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 3.702 dos 5.408 prefeitos já eleitos neste ano não nasceram nas cidades que vão governar pelos próximos quatro anos. O total equivale a 68,45% dos líderes municipais.

No Ceará, a taxa de prefeitos nativos é 41%, a segunda maior do Brasil; Acre aparece em primeiro, com 48%.

Os prefeitos não nativos são maioria em todos os estados. Rondônia é o estado com a maior proporção de prefeitos eleitos que não são das cidades que vão liderar: 96% (apenas 2 dos 51 prefeitos eleitos são da cidade onde venceram).

 

 

(G1/CE)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire