Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 19 de novembro de 2020

 


O Departamento de Assistência Médica e Psicossocial (Damps) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) realizou, na manhã desta quarta-feira (18), oficinas e atividades educativas ligadas à conscientização e prevenção ao câncer de próstata. O encontro, em alusão à campanha do Novembro Azul, contou com diversos profissionais de saúde, bem como os servidores e colaboradores da instituição. O evento aconteceu no pátio da Superintendência da Polícia Civil, em Fortaleza.

O evento disponibilizou diversas atividades específicas para a prevenção e a orientação sobre o câncer de próstata. O encontro contou com a participação de psicólogos, assistentes sociais, educadores físicos e fisioterapeutas. O momento também foi propício para esclarecer a importância do autocuidado e o diagnóstico precoce para se combater o câncer de próstata. Os servidores lotados na Polícia Civil foram orientados a não se descuidar da saúde, principalmente mantendo uma rotina de exercícios e exames que colaboram com a prevenção e o diagnóstico precoce, que contribui para 95% de chance de cura.

A diretora do Damps, Sônia Amaral, ressaltou a importância da realização deste evento, como forma de orientar periodicamente os servidores lotados na instituição. “O Damps visa trazer à tona os cuidados da saúde masculina, bem como orientar a prevenção ao câncer de próstata, patologia que mais acomete os homens no Brasil. Nossa ação busca desmitificar esses cuidados, incentivando a realização de exames periódico e a adesão a bons hábitos de saúde geradores de uma maior qualidade de vida”, pontuou.

Câncer de próstata

O câncer de próstata é o resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Quando há presença de câncer, a glândula endurece. Na fase inicial, o câncer de próstata não tem sintomas. Em 95% dos casos, eles aparecem em estágio avançado.

Portanto, exames preventivos frequentes são fundamentais para que a doença não seja descoberta em estado avançado. Homens a partir dos 50 anos de idade (ou 45, se houver casos na família), devem procurar um urologista anualmente para realizar os exames preventivos. Um desses exames é o toque retal. De forma rápida, ele indica se a próstata apresenta algum tipo de alteração. Caso a alteração seja detectada, o médico pode solicitar outros exames para confirmar o diagnóstico, como o PSA (Antígeno Prostático Específico), o ultrassom transretal e a biópsia da glândula, que consiste na retirada de fragmentos da próstata para análise. Só então é feito o diagnóstico.

Com informações do instituto Oncoguia (http://www.oncoguia.org.br/)

 

(SSPDS)

Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire