Você está em: NACIONAL // Notícia de Anselmo // 25 de maio de 2021


 O Exército decidiu nesta segunda-feira (24) abrir uma apuração disciplinar em razão da participação do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello em um ato em favor do presidente Jair Bolsonaro, neste domingo (23), no Rio de Janeiro.

Bolsonaro e motociclistas que apoiam percorreram vários bairros da cidade. Pazuello participou de tudo, subiu com Bolsonaro no carro de som, usado como palanque. O general estava sem máscara quatro dias depois de ter se desculpado, na CPI da Covid, por ter feito a mesma coisa em um shopping em Manaus.

Pazuello não só desrespeitou as medidas sanitárias impostas para conter a pandemia. Como general três estrelas, da ativa, ele infringiu o Regulamento Disciplinar do Exército, que considera transgressão:

"Manifestar-se, publicamente, o militar da ativa, sem que esteja autorizado, a respeito de assuntos de natureza político-partidária."

O estatuto dos militares diz, no capítulo que trata da violação das obrigações e dos deveres militares, que:

"São proibidas quaisquer manifestações coletivas, tanto sobre atos de superiores quanto as de caráter reivindicatório ou político."


UOL


Caderno: NACIONAL
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire