Ataque de abelhas cresce no Ceará: só em julho de 2022, foram 784 casos

 Caso o enxame apareça na sua casa ou comércio, o recomendado é sair de perto do local e evitar principalmente barulhos extremos.  — Foto: Rudimar

O número de ataques de abelhas cresceu no Ceará no mês de julho. Foram registrados 784 casos.‬ Mas o que tem causado esta situação? Para o assessor de comunicação do Corpo de Bombeiros, Giuliano Rocha, esse aumento tem a ver com o período de florada.

    “Tem sim uma explicação. Deve-se por conta do período da florada. Onde as abelhas começam a transitar com objetivo de procurar um novo local para fazer as colmeias”, afirmou.

Isolar área e evitar barulho


De acordo com Giuliano Rocha, caso o enxame apareça na sua casa ou comércio, o recomendado é sair de perto do local e evitar principalmente barulhos extremos.

“Caso as abelhas cheguem em sua residência ou estabelecimento comercial, o correto é você isolar a área. Fechar portas e janelas e evitar barulho. Coloquem para dentro crianças e animais. Elas ficam muito agressivas quando escutam barulhos. Caso você não consiga evitar os barulhos, o recomendado é você suspender as atividades”.

Se você estiver próximo ao enxame, Giuliano Rocha recomenda proteger o rosto e tentar encontrar um abrigo.

“A parte mais sensível do corpo é o nosso rosto. Se você estiver com camisa, você pega a camisa e levanta a camisa e cobre o rosto e corre. Tente procurar um abrigo. Se uma abelha te picar, aquele ferrão vai soltar um feromônio e vai chamar outras abelhas. Procure um abrigo imediatamente”.

"Tome um antialérgico, se você tiver alergia poderá ter uma endemia de glote, insuficiência respiratória e poderá morrer. Vá para um hospital procurar um tratamento", recomenda.

Veja como evitar ou minimizar os ferimentos e riscos de intoxicação em casos de ataque. (confira abaixo).

Veja as dicas compartilhadas por especialistas:


    O que fazer quando estiver frente a frente com uma colmeia de abelhas?
    Como se defender em caso de ataque?
    O que fazer após ter sofrido o ataque?
    Qual o tipo de abelha que mais ataca?
    Qual a diferença entre uma pessoa alérgica a picadas de abelha com uma, não alérgica, mas que recebeu muitas picadas?

1 - O que fazer quando estiver frente a frente com uma colmeia de abelhas?

    Rapidez: O recomendado é sair o mais rápido possível de perto do ninho;
    Silêncio: Também é recomendado sair silenciosamente, não gritar, não se debater, porque quanto mais se debate, mas atrai outras abelhas. Então, a dica é sair o mais rápido possível;

2 - Como se defender em caso de ataque?

    Se proteger em locais fechados: Se a pessoa estiver em uma mata e passar entre os galhos das árvores, ela evita o trânsito das abelhas, acaba melhorando a situação, mas se for em um campo limpo, a dica é sempre sair o mais rápido. Se tiver um carro, entrar no carro. Se tiver uma casa, entrar na casa e fechar, imediatamente, a entrada das abelhas porque uma abelha que ferroa vai atrair várias outras em seguida;

3 - O que fazer após ter sofrido o ataque?

    Busca por atendimento médico: Nos dois casos, de pessoas alérgicas ou não, se o atendimento for rápido, você pode salvar as pessoas. Mas tem que procurar um hospital especializado, médicos especializados, para fazer o tratamento adequado
    Veneno no corpo: No caso de uma pessoa alérgica, se ela toma uma ferroada o corpo vai começar a ficar vermelho e essa alergia vai para a garganta e ela vai ter, provavelmente, uma edema de glote, que se for muito forte, causa problemas respiratórios e pode matar. Já no caso de uma pessoa não alérgica, mas que teve muitas picadas, é a intoxicação no organismo, principalmente nos rins. A pessoa pode ter uma paralisia nos rins e acabar morrendo;
    Se livrar do veneno: No caso de uma pessoa alérgica, ela tem que tomar logo um antialérgico, então pessoas que são do campo ou que vão trabalhar no campo, precisam tomar cuidado, seria recomendado levar um antialérgico receitado pelo médico para evitar esse tipo de coisa, porque se ele estiver distante umas duas ou três horas do hospital, dá tempo dele chegar. E no caso da intoxicação, tem que ser levado para o hospital com a maior rapidez porque aí você não tem um desintoxicante no campo.

4 - Qual o tipo de abelha que mais ataca?

    Abelha africanizada: Nós temos 20 mil espécies de abelhas no mundo, no Brasil a gente tem de 2,5 a 3 mil espécies. Mas a abelha mais comum, que provoca acidente, é chamada abelha africanizada. Antigamente era chamada de europeia, mas já mudou o nome. Uma colmeia dessa abelha tem de 50 a 100 mil abelhas, então essa é que tem o maior número de acidente;
    Mangava e vespas: Nós também temos acidentes com a espécie tipo mangava, abelhas que vivem sozinhas, estão é muito difícil ter ataque. E outro que não são abelhas, são primas, mas que ferroam também, são as vespas, os quais são essas colônias que dão na lateral da casa, isso também pode provocar acidente, pode provocar alergia, intoxicação, mas é raro;

5 - Qual a diferença entre uma pessoa alérgica a picadas de abelha com uma, não alérgica, mas que recebeu muitas picadas?

    Pessoa alérgica: Quando a pessoa é alérgica e você tem diferentes graus de alergia, pode ser muito alérgica ou pouco alérgica. E aí, se você tomar uma ferroada ou duas e for extremamente alérgico, pode matar. Então isso é um perigo para as pessoas alérgicas. As pessoas alérgicas precisam estar muito atentas;
    Pessoa NÃO alérgica: Quando é uma pessoa que toma um número muito grande de ferroadas, você não tem alergia, não desenvolve o processo alérgico, mas o veneno injetado no organismo é tão grande que acaba provocando um sistema de intoxicação, aí você pode morrer intoxicado.



(G1/CE)



Tags