Você está em: CEARA // Notícia de Fagner Freire // 22 de março de 2019


O Governo do Estado está analisando o quadro de funcionário da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e poderá lançar um edital para auditores fiscais e outros cargos até o fim desse ano. A perspectiva foi confirmada pela Sefaz e pelo Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf). 

De acordo com o diretor de organização do Sindicato, Lúcio Maia, o governador Camilo Santana afirmou que irá analisar as condições relativas ao processo para determinar quantas vagas serão abertas no edital. Representantes do Sintaf e da Sefaz estiveram reunidos, alguns dias atrás, com o chefe do executivo estadual para tratar do assunto. 

Lúcio Maia ponderou que a Secretaria da Fazenda não teve reposição de pessoal por contratação em concurso desde 2007, ano do último certame. Além disso, o diretor afirma que 2019 pode terminar com um déficit muito grande de auditores, caso todos os funcionários que já podem se aposentar, peçam o benefício. 

Ao todo, 200 auditores, auditores adjuntos e outro tipos de funcionários já atingiram os pré-requisitos para se aposentar este ano. Pensando nisso, Maia projeta que o ideal seria o próximo concurso oferecer "pelo menos 200 vagas". 

A secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, confirmou a perspectiva de que o governador Camilo está analisando a elaboração de um novo concurso, mas não deu mais detalhes sobre outros pontos tratados durante a reunião.



(Diário do Nordeste)
Caderno: CEARA
Obs.: Os comentários abaixo postados, não refletem as opiniões do Ipu Notícias
Comentários
0 Comentários

0 comentários

Faça seu Comentário

Todos os comentários são lidos e moderados previamente
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto da matéria
- Não serão aceitos comentários difamatórios
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros sites ou blogs

OBS.: Comentários dos leitores não refletem as opiniões do IN

2010 - Portal Ipu Notícias . Todos os Direitos Reservado. - Desenvolvido por Fagner Freire